Fale conosco pelo WhatsApp

Entenda a relação entre criopreservação e fertilidade masculina

Procedimento de criopreservação

É chamada de criopreservação a técnica de congelamento a baixas temperaturas que visa preservar células sem comprometer sua funcionalidade e capacidade de desenvolvimento quando descongelada. A área da Reprodução Humana destaca-se entre as que mais utilizam este tipo de procedimento.

No que diz respeito especificamente ao público masculino, a criopreservação de espermatozoides ou tecido testicular geralmente é indicada para homens que apresentam alguma condição que pode comprometer sua fertilidade. É o caso, por exemplo, de pacientes oncológicos, homens com varicocele ou indivíduos que apresentam alterações importantes no sêmen.

O que é a criopreservação de espermatozoides?

O congelamento de espermatozoides é feito a partir da coleta do sêmen, que pode ser realizada por meio de masturbação ou extração dos gametas diretamente dos testículos ou epidídimos. Há diversas técnicas para criopreservar os espermatozoides. No método de congelamento lento, os espermatozoides são resfriados gradativamente até que por fim são criopreservados em nitrogênio líquido a -196°C (temperatura em que não há nenhuma atividade metabólica, deixando as células “em suspensão”).

O processo é bastante simples e seguro e o material criopreservado não possui prazo de validade. No Androscience, são realizadas etapas adicionais na amostra, para que as amostras sejam criopreservadas com qualidade ainda maior do que a esperada, aumentando as chances de sobrevida dos espermatozoides após o descongelamento.

Criopreservação e fertilidade masculina

O objetivo da criopreservação de espermatozoides é conservar os gametas de um período em que determinado indivíduo está com produção adequada de espermatozoides. Por exemplo, um homem que realizou quimioterapia e ficou azoospérmico, mas fez criopreservação antes do tratamento oncológico. Portanto, o congelamento dos espermatozoides pode ser indicado para homens que desejam preservar in vitro sua capacidade reprodutiva.

Os principais casos em que o procedimento pode ser indicado são:

  • Pacientes oncológicos que vão começar a fazer quimioterapia, radioterapia ou alguma terapia imunossupressora;
  • Homens que, por algum motivo, precisam operar os testículos ou a próstata;
  • Atletas profissionais que estão sujeitos a sofrer lesões testiculares;
  • Homens que atuam em profissões que os expõem a fatores que podem comprometer a fertilidade, tais como agentes químicos ou radiação;
  • Pacientes com baixa contagem de espermatozoides;
  • Homens que vão se submeter à vasectomia, mas desejam preservar os espermatozoides caso mudem de ideia e queiram se tornar pais futuramente;
  • Pacientes que apresentam alterações de saúde que podem afetar a produção de espermatozoides.

Qual especialista devo procurar?

Enquanto as clínicas de Reprodução Assistida se concentram especialmente em técnicas de fertilização in vitro, os profissionais da Andrologia se responsabilizam pela manipulação especializada das amostras de sêmen. Por isso, o mais indicado é que a criopreservação seja realizada em centros especializados em Andrologia.

O médico andrologista se responsabiliza justamente por cuidar da saúde masculina, com foco no sistema reprodutivo e na função sexual. Este profissional está capacitado a avaliar criteriosamente cada caso, apontando a necessidade de congelamento dos espermatozoides ou a possibilidade de restaurar a fertilidade do homem por meio de outras abordagens.

O andrologista poderá solicitar um espermograma e testes de função espermática que permitem a identificação de fatores de infertilidade. A partir dos resultados obtidos, ele poderá agendar a coleta do sêmen para congelamento ou até mesmo indicar a necessidade de tratamentos prévios.

Para saber mais sobre a criopreservação e entender se esta é uma técnica que pode ser interessante para você, converse com um especialista em andrologia e tire todas as suas dúvidas sobre a metodologia. O Laboratório do Homem – Androscience oferece estrutura completa para este tipo de técnica, bem como quaisquer outros exames ou procedimentos específicos da saúde masculina.

Fontes:

Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina;

Portal da Urologia.