Fale conosco pelo WhatsApp

Você sabe o que são testes de função espermática?

Olhar microscópico de um teste de função espermática

Muitas vezes, em uma investigação para determinar a causa da infertilidade masculina, o médico solicita apenas o espermograma. Entretanto, apenas esse exame não fornece detalhes sobre a fisiologia dos espermatozoides, ou seja, sobre as características e qualidade deles. Com isso, o médico pode optar por um tratamento inadequado e dificultar ainda mais as chances do homem alcançar a gestação de forma natural ou por meio das técnicas de reprodução assistida.

Para determinar com mais assertividade a conduta a ser tomada em casos de infertilidade masculina, é necessário que o médico solicite testes de função espermática. Esses testes são mais específicos e conseguem avaliar cada parte e função do espermatozoide que podem estar alterados.

O que é o espermograma e por que ele é uma análise básica?

O espermograma é um exame que avalia muito superficialmente algumas características dos espermatozoides e não é capaz de avaliar estruturas internas e funcionalidades importantes de estarem funcionando corretamente.  Para realização da análise seminal, é necessário apenas o uso do microscópio óptico como equipamento mais complexo. O microscópio permite apenas a visualização do espermatozoide, sendo impossível determinar qual espermatozoide possui todas as funcionalidades e estruturas em perfeito estado.

As características observadas na análise seminal são:

  • Volume seminal;
  • Cor do sêmen;
  • Viscosidade;
  • pH;
  • Número de espermatozoides;
  • Motilidade progressiva e não progressiva dos espermatozoides;
  • Vitalidade dos espermatozoides (se necessário);
  • Morfologia dos espermatozoides.

O que são testes de função espermática?

Os testes de função espermática são específicos para cada unidade formadora do espermatozoide e permitem uma avaliação mais criteriosa e minuciosa de sua estrutura e funções. Os principais são:

  • : para que haja formação de um embrião e para que ele se desenvolva de forma correta, é necessário que o DNA do espermatozoide esteja íntegro. Este teste avalia a taxa de espermatozoides de uma amostra que possui danos em seu DNA;
  • Dosagem de radicais livres de oxigênio (ROS): os radicais livres de oxigênio são moléculas com número ímpar de elétrons em sua última camada eletrônica e possuem alta reatividade com células próximas. Isso faz com que os ROS desestabilizem células vizinhas e causem prejuízos a elas. Esse mecanismo pode ocorrer com os espermatozoides e causar danos a sua fisiologia. Os ROS são oriundos do próprio metabolismo, mas também podem estar em níveis elevados por hábitos e estilo de vida inadequados ou por algum problema de saúde. O teste dosa os níveis de ROS no plasma seminal e espermatozoides;
  • Mensuração da peroxidação lipídica seminal: os ROS desestabilizam a membrana dos espermatozoides e a destroem, fazendo com o que o espermatozoide fique inviável e perca sua função. O teste é capaz de mensurar o quanto da amostra está sofrendo com o ataque dos ROS;
  • Atividade da enzima creatina quinase: a enzima creatina quinase é um dos marcadores de maturação dos espermatozoides e pode estar elevada em indivíduos com varicocele, por exemplo;
  • Avaliação da atividade mitocondrial: as mitocôndrias são organelas importantes para o funcionamento do espermatozoide, pois são responsáveis pela produção de energia celular. Se as mitocôndrias possuírem algum problema em sua estrutura ou funcionalidade, o suprimento energético dos gametas fica prejudicado. O teste consegue avaliar o grau de atividade das mitocôndrias;
  • Teste da reação acrossômica: quando o espermatozoide está no trato genital feminino, sofre um processo chamado capacitação espermática e fica apto a fecundar o oócito. No momento da capacitação, o espermatozoide libera enzimas armazenadas em seu acrossoma, que digerem a zona pelúcida do oócito e facilitam sua entra no gameta feminino. A taxa de espermatozoides com reação acrossômica precoce pode ser avaliada no laboratório e pode ajudar o médico em sua investigação.

Os homens podem ter acesso a esses testes de função espermática em laboratórios de Andrologia, como o Laboratório Androscience. O Androscience é um centro diagnóstico de referência em infertilidade masculina que, desde 1998, realiza diversos exames exclusivos que visam avaliar e promover a saúde do homem. A equipe é composta por profissionais que se dedicam a analisar de maneira aprofundada as doenças que afetam o trato reprodutivo masculino.

Para conhecer outros exames que são importantes para avaliação do potencial fértil masculino, além dos testes de função espermática, acesse o nosso site ou entre em contato com nossa equipe.