Fale conosco pelo WhatsApp

Peroxidação lipídica

Principais Dúvidas

O teste deve ser realizado na amostra seminal de homens com suspeita de estresse oxidativo seminal, alterações na motilidade espermática ou falhas de fertilização.

A peroxidação lipídica da membrana plasmática do espermatozoide gera subprodutos tóxicos à célula, como o malondialdeído (MDA). O MDA é mensurado em laboratório por metodologia de espectrofotometria.

Os níveis de peroxidação lipídica são proporcionais ao dano à membrana espermática. Indiretamente, pode-se correlacionar os níveis de peroxidação lipídica com a capacidade antioxidante e radicais livres de oxigênio.

Níveis elevados de peroxidação lipídica sugerem alterações morfológicas, danos ao DNA, apoptose do espermatozoide e baixo potencial fértil masculino.

  • Método mundialmente utilizado para mensuração da peroxidação lipídica pelos laboratórios de andrologia;
  • Marcador precoce de alterações seminais;
  • Permite o direcionamento clínico do tratamento de alterações seminais e infertilidade masculina, como indicação de correção cirúrgica de varicocele e tratamento com antioxidantes;
  • Utilizado no acompanhamento do tratamento de pacientes com infertilidade masculina.

Referências bibliográficas:
WHO – Laboratory manual for the Examination of Human Semen and Sperm – Cervical Mucus Interaction, Cambridge University Press, 4ª Edição, 1999.

Sharma, R, & Agarwal, A (1996). Role of reactive oxygen species in male infertility. Urology., 48(6), 835–850.