O câncer de testículo, glândula primária do sexo masculino, corresponde a apenas 1% de todos os casos de câncer em homens. No entanto, é o tipo de câncer mais comum em homens com idade entre 20 a 35 anos, apesar de poder ocorrer em outras idades. Geralmente acomete apenas um dos testículos. Não se sabe qual a causa do câncer de testículo, mas conhecemos alguns fatores de risco:

Criptorquidia (quando os testículos são desceram para o escroto) são corrigida em crianças ou adultos. Os pais devem verificar se, ao nascer, o seu filho foi examinado para verificar se os testículos estão no saco escrotal.
História familiar de câncer de testículo
Irmão gêmeo idêntico com câncer de testículo
Lesões e traumas no escroto
Sinais e sintomas

Nas fases iniciais, o câncer de testículo pode não causar nenhum sintoma. Quando os sintomas ocorrem, incluem:

  • Pequeno nódulo indolor no testículo
  • Testículo aumentado
  • Sensação de peso no testículo ou no escroto
  • Dor surda na parte inferior do abdome ou na virilha
  • Mudança em como você sente os testículos
  • Aumento das mamas e dos mamilos masculinos
  • Coleção de líquido, de aparecimento súbito, no escroto
  • O câncer de testículo, quando detectado e tratado precocemente, geralmente é curável. É feita uma cirurgia para remover o testículo. Outras opções podem ser usadas depois para completar o tratamento:

    • Quimioterapia
    • Radioterapia
    • Ressecção cirúrgica dos gânglios, se necessário
    • Dicas de autocuidado

    Faça auto-exame testicular mensalmente ou como recomendado pelo seu médico.

    O subcomitê para pacientes masculinos da Academia Norte-americana de Médicos de Família recomenda que se ensine o auto-exame testicular entre 13 a 18 anos. Os testículos se localizam atrás do pênis, dentro do saco escrotal. Devem ser suaves e aproximadamente do mesmo tamanho, com consistência de borracha e de formato semelhante a um ovo. Às vezes o esquerdo é mais baixo do que o direito.

    Auto-exame testicular

    O auto-exame testicular é mais facilmente realizado quando o escroto está relaxado, depois de um banho quente. Isso permite que os testículos fiquem embaixo.

    Como fazer o auto-exame

    Examine cada um dos testículos delicadamente com as duas mãos. Você deve colocar o dedo do meio e o indicador por trás do testículos e o dedão em cima do testículos. Suavemente, deslize o testículo por entre os dois dedos e o dedão. Um testículo pode ser maior que o outro. Isto é normal.

    Encontre o epidídimo (estrutura na forma de um tubo, macia, que fica atrás do testículo e que estoca e transporta o esperma). Não confunda o epidídimo com a presença anormal de gânglios.
    Procure pela presença anormal de gânglios (do tamanho de uma ervilha) na parte da frente dos testículos. Esses nódulos são geralmente indolores.

    Se você encontrar um nódulo, entre em contato com seu médico imediatamente. O nódulo pode ser consequência de uma infecção, e o médico poderá receitar o tratamento mais adequado. Se o nódulo não for uma infecção, é provável que seja câncer. Lembre-se de que o câncer de testículo é altamente curável, principalmente quando detectado e tratado precocemente. O câncer de testículo praticamente só ocorre em um dos testículos. Depois de o testículo ser retirado cirurgicamente, o outro permite uma função sexual normal.

    A realização rotineira do auto-exame testicular é muito importante, mas não substitui o exame realizado por um médico. O seu médico deve examinar-lhe os testículos quando você for consultá-lo. Você também pode solicitar ao seu médico que ele lhe ensine a maneira correta de realizar o auto-exame.

    Deixe uma resposta

    Your email address will not be published. Required fields are marked *